RSS

DCE-UFRPE constrói Comitê de Memória, Verdade e Justiça

29 set

Durante 21 anos (1964-1985), o Brasil viveu sob o regime militar. Partidos políticos, sindicatos, parlamentares foram cassados. Homens e mulheres foram exilados, perseguidos, torturados, assassinados, muitos até hoje não tiveram seus corpos encontrados.

Mesmo diante de toda essa repressão, o povo brasileiro não fugiu à luta e seguiu firme com seus melhores filhos o combate por liberdade e democracia no nosso país.

Em agosto de 1979, veio a anistia. Diferente do que o povo pedia, ela não foi ampla, geral e irrestrita. Os nossos heróis foram, aos poucos, voltando pra casa (o último anistiado só voltou ao Brasil no ano passado – 2010). Também lentamente, foram sendo aprovadas as indenizações às famílias. Muitos pedidos ainda faltam ser julgados. Contudo, o fato mais vergonhoso é o não julgamento dos torturadores e a negação, pelo ex-ministro de Defesa, Sr. Nelson Jobim, da existência de documentos ainda a serem abertos.

Diante desse quadro, passados 32 anos da anistia no Brasil, a Comissão da Verdade, proposta pela Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, ainda se arrasta para a sua aprovação e início dos trabalhos. Uma Comissão da Verdade soberana, independente, que dure o tempo que for necessário ao alcance dos objetivos, está entre as reivindicações do Comitê da Memória, Verdade e Justiça de Pernambuco, que foi lançado com a presença de mais de 150 pessoas no Auditório Rossini Alves Couto, do Ministério Público de Pernambuco.

Durante a programação, que contou com a presença de personalidades políticas que lutaram nos anos de chumbo, houve exibição de filmes, inauguração do novo hall de entrada do MP/PE e debates que emocionaram os que estavam presentes.

O evento foi presidido pelo ex-preso político e dirigente do Partido Comunista Revolucionário (PCR), Edival Nunes Cajá, que falou em nome do Comitê Pernambucano da Memória, Verdade e Justiça. Na abertura, foi lido o Manifesto do Comitê por Marcelo Santa Cruz, irmão do desaparecido político, Fernando Santa Cruz. Além de estarem presentes Antônio de Campos, presidente da Associação Pernambucana de Anistiados Políticos – APAP; o professor e ex-deputado Clodomir de Morais; Yuri Pires, vice-presidente da União Nacional dos Estudantes e ex-coordenador-geral do DCE-UFRPE; o ex-preso político Ivan Seixas; Stephannye Vilela, presidente da União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco; Amparo Araújo, secretária de Direitos Humanos e Segurança Cidadã da Cidade do Recife; Agnaldo Fenelon, procurador geral da Justiça de Pernambuco.

Entre os depoimentos dos presentes, um dos mais emocionantes foi o de Elizabeth Teixeira. Uma senhora de mais de 80 anos, que relembrou aos presentes como seguiu a luta do esposo após seu assassinato a mando de latifundiários paraibanos. “Sempre que chegava em casa, João Pedro me abraçava e perguntava, na frente de nossos filhinhos, se eu continuaria a luta dele porque ele iria morrer, e eu nunca tinha coragem de responder. Quando o assassinaram, vieram me buscar pra ver o corpo, eu cheguei, segurei as mãos dele e disse que eu continuaria a luta dele”, afirmou dona Elizabeth, que continuou: ” 50 anos após a morte de João Pedro e ainda não foi feita a reforma agrária. Tem que ter uma reforma agrária nesse país”. Também participaram dos debates Abelardo da Hora; Agací de Almeida; Mariana Santa Cruz, representando Elzita Santa Cruz, mãe de Fernando Santa Cruz; Silvia Montarroyos e Ataíde de Paula Crespo, filha de Francisco Julião.

Diante de todos os depoimentos, das denúncias de impunidade, de abusos de autoridade, de opressão, vale refletir sobre o que falou Ivan Seixas: “Houve um pacto de impunidade nesse país. Nenhum torturador foi julgado… hoje exigimos a punição dos torturadores… se não houver punição eles vão continuar torturando…”

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de setembro de 2011 em Atividades do DCE

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: